quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Stena Line avança com construção de um ferry totalmente eletrico

Para acelerar a transição para combustíveis não fósseis no setor de transporte marítimo, a Stena Line, o Grupo Volvo, Scania e o Porto de Gotemburgo uniram forças para trazer uma redução significativa nas emissões de carbono ligadas ao maior porto da Escandinávia. O objetivo é cortar as emissões em 70% até 2030, incluindo o compromisso da Stena de prosseguir com um ferry totalmente elétrico.

Batizada de “Iniciativa Tranzero”, a iniciativa inclui a eletrificação do transporte marítimo como um de seus objetivos. O foco também está no transporte de um milhão de camiões e nas 55.000 toneladas de emissões de carbono geradas a partir dos transportes rodoviários de e para o Porto de Gotemburgo por ano.

 

Stena-Elektra

Projeto do Stena Elekra, um ferry movida a bateria Photo//Stena Teknik


Novo ferry para a Isle of Man Steam Packet Company


O projeto está começando com uma “análise das necessidades” e mapeamento dos fluxos de carga dentro e em volta do porto para ajudar a estabelecer uma infraestrutura de combustível não fósseis. As empresas que aderiram à iniciativa comprometeram-se a apresentar uma série de medidas interligadas destinadas a acelerar a mudança para estes combustíveis.

Como a maior operadora de ferries, a Stena Line terá um papel fundamental ao introduzir novos navios ecológicos em serviço na rota Gotemburgo-Frederikshavn até 2030, incluindo energia elétrica, HVO, biogás e hidrogênio. A Volvo e a Scania colocarão ofertas comerciais em prática para seus clientes de camiões pesados, garantindo que, com o tempo, o transporte terrestre se torne livre de combustíveis fósseis, seguindo as metas estabelecidas pelo porto.


Baleária converteu o "Sicilia" a GNL, nos estaleiros WestSea Viana Yard





Sem comentários:

Publicar um comentário