quarta-feira, 15 de abril de 2020

Stena transforma o “ Stena Saga” em navio-hospital com capacidade para 520 doentes


A Stena RoRo vai converter o seu ferry “Stena Saga” num navio-hospital com espaço para 520 doentes.  A Stena RoRo demorará apenas algumas semanas na conversão, de modo a prepará-lo para fornecer capacidade adicional de assistência médica numa região afetada pelo coronavirus. Tudo está acordado com autoridades da Suécia, Noruega, Dinamarca e Alemanha.


Photo//Wikimedia Commons


Singapura aloja os trabalhadores em navios/acomodação para combater o COVID-19




Quando o serviço de passageiros na rota Oslo, Fredrikshamn efetuado pelo “Stena Saga” está suspenso devido ao coronavírus (covid-19) e restrições de viagem impostas por vários países, a Stena Line transferiu o navio para a empresa irmã Stena RoRo com o objetivo de encontrar um uso alternativo para o navio. Uma das habilidades especializadas da Stena RoRo é a conversão e adaptação de navios às mudanças de requisitos e necessidades. A empresa também tem uma experiência considerável na construção de navios hospitalares.
Atualmente, a Stena RoRo tem em construção, num estaleiro na China, o maior navio-hospital civil do mundo, o “Global Mercy”, em nome da instituição de caridade internacional Mercy Ships", afirmou Per Westling, CEO da Stena RoRo.

O “Stena Saga” possui mais de 590 cabines de passageiros. De acordo com o projeto preparado pela Stena RoRo para converter o ferry em navio hospital, haverá espaço para 520 doentes. “Para atender aos requisitos de assistência médica, precisamos, entre outras coisas, reconstruir o sistema de ventilação, instalar sistemas de alarmes e comunicações e também alterar o mobiliário dos interiores”, diz Rikard Olsson, gestor do projeto da Stena RoRo, que tem experiência substancial com o conceção e construção de navios hospitalares. “Além disso, os doentes e a equipa médica devem poder ficar separados. Podemos fazer o que precisa ser feito em duas a três semanas. ”

No entanto, o ferry convertido não será equipado para tratamento de cuidados intensivos. "A ideia é prestar assistência a doentes de COVID-19 que precisam de cuidados hospitalares, mas não de terapia intensiva", diz Per Westling. “Também pode haver necessidade de camas para doentes que deixaram os cuidados intensivos, mas ainda precisam de cuidados médicos por mais algum tempo. Provavelmente, é principalmente uma questão de poder aliviar a carga em hospitais convencionais. ”
 O “Stena Saga” agora está no porto de Uddevalla e a Stena RoRo está investigando o interesse na capacidade de atendimento que o navio poderia oferecer. Além da Suécia, onde o contato já foi estabelecido com a Agência Sueca de Contingências Civis, o contato também está sendo priorizado com as autoridades da Noruega, Dinamarca e Alemanha.



Arquitetos usam contentores para cápsulas de biocontenção para o COVID-19



Fonte//Prnewswire


Sem comentários:

Publicar um comentário