domingo, 12 de abril de 2020

Singapura aloja os trabalhadores em navios/acomodação para combater o COVID-19

A Autoridade Marítima e Portuária de Singapura fez uma parceria com a operadora de terminais PSA Singapura, Keppel Offshore & Marine, Bibby Maritime Limited e The Ascott Limited para colocar e gerir dois navios/acomodação para abrigar temporariamente trabalhadores estrangeiros como parte dos esforços de Singapura para conter a disseminação de COVID19. 

Navios-alojamento-em-singapura
Photo//Maritime Eecutive


Arquitetos usam contentores para cápsulas de biocontenção para o COVID-19



A mudança ocorre quando o número de casos COVID-19 nos dormitórios de trabalhadores estrangeiros aumenta, estando até agora quatro dormitórios em quarentena.
O ministro do Desenvolvimento Nacional, Lawrence Wong, afirma que, os trabalhadores estrangeiros que não estão doentes e que trabalham em serviços essenciais, serão alojados separadamente, e serão aplicadas mais medidas, para manter a higiene e o fornecimento de alimentos nos dormitórios existentes. 

Tripulações estão retidas nos navios devido ao bloqueio do COVID-19


Os alojamentos flutuantes são normalmente utilizados na acomodação de trabalhadores offshore e podem abrigar cerca de 500 pessoas. Espera-se que estejam operacionais nos próximos dias.
Todos os trabalhadores estrangeiros terão que passar por exames de saúde antes do embarque e, de acordo com as elevadas medidas de distanciamento adotadas para todo o país, também terão que seguir rigorosas medidas de saúde pública estabelecidas pelo Ministério da Saúde, minimizando a interação com outros ocupantes. 

Será também instalado, numa zona próxima, em terra, um centro médico, operado por enfermeiros e médicos da Fullerton Healthcare, para garantir que o suporte médico esteja disponível. Também serão instaladas instalações de isolamento.


MS "Greg Mortimer" com 60% de infetados com o COVID-19





Sem comentários:

Publicar um comentário