sábado, 21 de março de 2020

Roterdão recebe o“Sleipnir”, maior navio de guindastes semi-submersível do mundo


O maior navio semi-submersível do mundo, “Sleipnir”, da Heerema, chegou hoje, 21 de março,  ao porto de Roterdão. Construído pela Sembcorp Marine, em Singapura, foi entregue em Julho de 2019 e desde então tem feito vários trabalhos por todo o mundo.


Sleipnir
Photo Heerema


“BOKA Vanguard” carrega “Carnival Vista” para reparações



O navio tem 220 metros de comprimento, 102 metros de largura, pode acomodar 400 funcionários e pesa 119.000 toneladas. O navio detém o recorde de elevação em navios guindaste, com a elevação de 15.300 toneladas em setembro de 2019.
A embarcação semi-submersível possui dois guindastes, cada com capacidade para levantar 10.000 toneladas. Essa capacidade o torna adequado para os maiores trabalhos offshore, como a construção de turbinas eólicas no mar, o desmantelamento de plataformas antigas ou a construção das estruturas offshore mais significativas.

O “Sleipnir” chegou após uma bem-sucedida execução do projeto em Trinidad, já tendo trabalhado em águas brasileiras e israelenses. O navio vai agora preparar-se para futuros trabalhos de desativação no Mar do Norte. Ao usar o “Sleipnir”, a Heerema está trabalhando na limpeza de plataformas de perfuração desativadas da maneira mais limpa possível, com o uso de GNL com redução de emissões. A embarcação deve partir no final de março para o primeiro de vários trabalhos.


Maior guindaste flutuante do mundo monta um modulo numa plataforma offshore





Sem comentários:

Publicar um comentário