sábado, 7 de março de 2020

Memoria do "Herald of Free Enterprise" em tempo de aniversário

Em 6 de março de 1987, 193 pessoas perderam a vida quando o “Herald of Free Enterprise” naufragou.
O ferry britânico virou-se  23 minutos depois de começar a viagem, no que deveria ter sido mais uma ligação entre Zeebrugge, na Bélgica, para Dover.


Herald-of-free-enterprise
Photo Express


HSC “Atlantic Express” sofre acidente no porto de Colónia


Havia cerca de 539 pessoas a bordo, incluindo 80 tripulantes, camionistas transportando mercadorias de volta ao Reino Unido e pessoal do exército em licença de fim de semana.
Muitos afogaram-se tentando escapar do navio afundando, enquanto outros sucumbiram à hipotermia nas águas geladas .


Como o ferry “Heral of Free Enterprise” afundou?

O “Herald of Free Enterprise” era um navio roll-on, com um grande espaço aberto ao longo do navio, em vez de uma série de compartimentos estanques como é habitual.
O ferry zarpou com as portas da proa abertas, o que permitiu que  milhares de toneladas de água inundassem o navio
O tripulante cujo trabalho era fechar as portas, o assistente do capitão Mark Stanley, estava dormindo na hora em que deveria ter fechado as portas estanques
O primeiro oficial do “Heral of Free Enterprise”,Leslie Sabel disse que pensou ter visto Stanley aproximando-se das portas, embora seu depoimento tenha sido considerado impreciso em tribunal.
O  contramestre do navio “ Terence Ayling”, disse a uma investigação pública que não era seu dever fechar as portas, atitude considerada pelo tribunal de  “muito infeliz”, mas o mesmo tribunal elogiou o seu comportamento  durante os trabalhos de resgate.

 


Herald-of-free-enterprise
Photo Express




Stephen Homewood escreveu em seu livro Zeebrugee: A Hero's Story:

 “À medida que sua velocidade aumentava… a rampa da porta do navio foi empurrada para dentro, levantando cada onda de proa, permitindo que centenas e milhares de litros de água do mar entrassem no navio.
“Esta água acumulou-se no lado ,causando o inclinar do navio e à medida que mais água entrava, mais o navio se inclinava  ate que virou-se de lado, em cima de um banco de areia, o que impediu de virar completamente.
O navio virou-se em  apenas dois minutos e estava a cerca de um quilómetro da costa.
Uma draga próxima viu o ferry e imediatamente lançou uma operação de resgate.
A Marinha Real Britânica enviou  navios para resgate, enquanto autoridades belgas enviaram equipes médicas para o porto para ajudar os sobreviventes.






Sem comentários:

Publicar um comentário