sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

NYK e MOL encomendam os primeiros graneleiros de carvão movidas a GNL do mundo


A Kyushu Electric Power assinou acordos com a Nippon Yusen Kabushiki Kaisha (NYK) e a Mitsui OSK Lines (MOL) para o transporte a longo prazo, utilizando os primeiros grandes transportadores de carvão movidas a GNL do mundo.

Transportador de carvão GNL
Photo//Oshima Shipbuilding

“MSC Europa” será o primeiro navio do mundo com células de combustível a GNL



Os navios transportarão carvão para as centrais a carvão de Kyuden. O GNL adquirido para as centrais termoelétricas de Kyuden será fornecido aos navios para combustível nas instalações de carregamento da Kitakyushu Liquefied Natural Gas Co., uma subsidiária de 75% da Kyuden.
O navio da MOL, com 235 metros de comprimento e 950.000 dwt está sendo construído pela Namura Shipbuilding e deve entrar em serviço em junho de 2023. No início deste mês, a MOL anunciou que assinou seu primeiro empréstimo “verde”, cujos recursos serão utilizados para financiar parcialmente a construção do maior navio de abastecimento de GNL do mundo.



Transportador de carvão GNL
Photo Namura Shipbuilding

Em 2050 60% dos navios utilizarão o GNL como combustível.


Quando ao navio da NYK, tem as mesmas dimensões do da MOL, 235 metros de comprimento, e a mesma tonelagem, 950.000 dwt e está sendo construído pela Oshima Shipbuilding devendo entrar em serviço em abril de 2023.
Em outubro, a NYK ingressou na Getting to Zero Coalition, uma parceria entre o Fórum Marítimo Global, a ação Amigos do Oceano e o Fórum Econômico Mundial, que se baseia no Chamado à Ação de Apoio à Descarbonização lançado e assinado por mais de 70 líderes de todo o mundo, indústria marítima e instituições financeiras.




Abastecimento de GNL
Imagem//MOL

O primeiro transportador de GNL com sistema de lubrificação a ar


O objetico da coalizão é colocar em operação embarcações de emissão zero de alto mar comercialmente viáveis, alimentadas por combustíveis de emissão zero, até 2030, para realizar a ambição da IMO de reduzir as emissões de GEE, acelerando a descarbonização do transporte marítimo.
No seu plano de médio prazo "Staying Ahead 2022 with Digitalization and Green", lançado em 2018, a NYK anunciou a intenção do grupo de integrar iniciativas ambientais, sociais e de liderança na estratégia de gestão. A NYK posicionou a mudança climática como uma das questões mais importantes da empresa e está trabalhando para implementar os combustíveis da próxima geração, como o GNL, para ajudar na descarbonização de combustíveis navais.

Mol encomenda dois ferries movidos a GNL


Fonte//MOL



Sem comentários:

Publicar um comentário