domingo, 10 de novembro de 2019

MS “Roald Amundsen” batizado na Antártica

O primeiro navio de expedição híbrido, movido a eletricidade, do mundo e o mais novo membro da frota de Hurtigruten, o MS “Roald Amundsen”, foi oficialmente batizado no passado dia 7 de Novembro, na Baía de Chiriguano, na Baía de Chiriguano, na Ilha de Brabant na Antártica pela madrinha Karin Strand, numa cerimonia onde o nome do navio é uma homenagem ao herói da exploração polar Roald Amundsen.



Ms Roald Amundsen
Photo Hurtigruten

“MSC Europa” será o primeiro navio do mundo com células de combustível a GNL


A tradicional garrafa de champanhe foi substituída por um pedaço de gelo, tendo a madrinha atirado contra a proa do navio.
Na ocasião, foi feita uma doação à Fundação Hurtigruten para apoiar ainda mais os esforços de conservação nos mais de 200 destinos que os navios da Hurtigruten visitam por todo o mundo.


 



O MS “Roald Amundsen” usa grandes baterias juntamente com seus motores de baixas emissões, reduzindo as emissões de CO2 em mais de 20%. Entrou na história este verão como o primeiro navio de cruzeiro a navegar com bateria, e o primeiro navio híbrido movido a eletricidade a atravessar a Passagem Noroeste . Depois de completar a temporada 2019-20 Antártica, passará a temporada de verão 2020 no Alasca. Um segundo navio de expedição híbrido movido a eletricidade, MS “Fridtjof Nansen” , ingressará na frota em 2020.

Hurtigruten escolhe Wärtsilä para conversão de navios





Fonte//Hurtigruten


Sem comentários:

Publicar um comentário