sexta-feira, 25 de outubro de 2019

“Viking Glory”, um dos navios mais ecológicos do mundo

O "Viking Glory" será um dos navios de passageiros mais inteligentes em termos ambientais do mundo
Graças a suas soluções avançadas e inovações técnicas, o M / S “Viking Glory” será um dos navios de passageiros com gestão ecológica mais inteligente do mundo. Estima-se que o navio consuma até 10% menos combustível que o M / S “Viking Grace”, de menores dimensões  e foi considerado o navio mais ecológico do mundo de sua época.



Imagem News/cision

Deltamarin irá projetar o novo ferry da Tallink



O “Viking Glory” entrará em serviço em 2021 como o primeiro navio do mundo a ser equipado com os motores de combustível duplo Wärtsilä 31DF, que utilizam a mais recente tecnologia e funcionam com gás natural liquefeito (LNG) sem enxofre.
Tal como acontece com o “Viking Grace”, o “Viking Glory” também terá a capacidade de funcionar com biogás, logo que este que se torne uma alternativa viável de combustível no futuro.
O “Viking Glory” terá seis motores 31DF para otimização eficiente do consumo de combustível. Esses motores têm o menor consumo de combustível, mas, ao mesmo tempo, a maior produção de energia por cilindro (550 kW / cilindro).
A “Viking Glory” também, recuperará o resíduo frio do uso de GNL e o reciclará para uso em balcões frios, câmaras frias e outras salas especiais.


A recuperação do calor residual já é vulgar, mas reciclar o resíduo frio para fins de aparelhos de refrigeração e câmaras frigoríficas é uma solução inovadora e altamente inteligente em termos de clima. A Viking Line realizou trabalhos de desenvolvimento em colaboração com a Wärtsilä, Projektia e Deltamarin ”,explicou Kari Granberg, responsável pela nova construção da Viking Line..
Além disso, o Viking Glory será equipado com um sistema de reciclagem de energia Climeon que aproveita e converte o calor residual dos motores em eletricidade.



Imagem VikingLine

“AIDAnova” funcionará com células de combustível de hidrogénio



O sistema pode gerar até 40% da eletricidade necessária para as necessidades dos passageiros. Além disso, será instalado a bordo um sistema dinâmico de ar-condicionado e iluminação, que afetará diretamente o consumo de energia. Esse sistema será controlado pelo sistema de reservas. Se uma cabine permanecer vazia na partida, ela será configurada em modo de economia de energia, minimizando o ar condicionado e o aquecimento dessa cabine em particular.
Também será o primeiro navio de passageiros desse tipo a utilizar a unidade de propulsão Azipod fabricada pela ABB como um meio de economizar tempo e energia em termos de manobras de navio: Este sistema facilita curvas mais rápidas nos portos e um design de casco com aproximadamente 8 % menos resistência à água do que com um sistema de hélice tradicional.


A Wärtsilä e a Norsepower assinam acordo nos serviços de propulsão eólica




Fonte VikingLineCision




Sem comentários:

Publicar um comentário