sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Explosão na sala de baterias de um ferry , coloca em causa as baterias de íons de lítio


As autoridades norueguesas estão alertando os armadores e operadores sobre os perigos associados aos sistemas de baterias de íons de lítio após um incêndio e uma subsequente explosão de gás a bordo de um ferry diesel-elétrico na Noruega.



MF Ytterøyningen. Photo Corvus Energy

O maior ferry elétrico do mundo fez a sua viagem inaugural



O pequeno incêndio foi registado em 10 de Outubro na sala de baterias do ferry de passageiros Norled MF Ytterøyningen. O ferry voltou ao porto pelos seus próprios meios, onde passageiros e tripulantes abandonaram o navio.
Durante a noite, no entanto, uma grave explosão de gás abalou a sala de baterias, causando danos significativos.
A empresa norueguesa de radiodifusão NRK informou que doze bombeiros foram levados ao hospital por exposição a gases perigosos associados às baterias.
A Autoridade Marítima Norueguesa recomenda que todos os armadores com embarcações que possuem instalações com baterias realizem uma nova avaliação de riscos dos perigos relacionados a possível acumulação de gases explosivos nos sistemas de baterias

Como alternativa, a Corvus Energy, sediada na Colúmbia Britânica, que fornecia o sistema de baterias do ferry, emitiu recomendações aos operadores para não navegar sem haver um eficiente sistema de comunicação entre o sistema de gestão de energia a bordo e as baterias, bem como o que fazer em caso de libertação de gás ou em situação de fuga térmica.
A fuga térmica ocorre quando as temperaturas das células de íons de lítio excedem o limite da temperatura, resultando na libertação repentina de gases tóxicos e inflamáveis ​​e calor excessivo que pode resultar numa explosão.

Photo electricvehiclesresearc

A Corvus Energy ganha a maior encomenda do mundo de baterias para navios híbridos


A Autoridade Marítima Norueguesa diz que a sequência exata de eventos no incêndio de Ytterøyningen não foi estabelecida, mas emitirá uma atualização da Mensagem de Segurança quando fatos adicionais, informações e conexões causais forem feitas.
Tudo isso tem implicações importantes para os operadores noruegueses de ferries, que estão cada vez mais recorrendo à energia híbrida diesel-elétrica ou totalmente elétrica para embarcações que operam em fiordes ambientalmente sensíveis e em áreas costeiras.
O Ytterøyningen foi entregue em 2006 e está equipado com um sistema de armazenamento de energia Corvus Orca Energy (ESS) com  capacidade de 1989 kWh.

O primeiro ferry elétrico da Islândia terá tecnologia da ABB




Fonte//Sdir


Sem comentários:

Publicar um comentário