sábado, 27 de abril de 2019

“Mestre Jaime Feijó” já flutua


Encomendado da sequência da perda do “Mestre Simão” que em Janeiro de 2018 encalhou no porto da Madalena, o seu substituto “Mestre Jaime Feijo” já foi posto a flutuar nos estaleiros de Astilleros Armon. 



Guindaste tomba sobre o “Oasis of the Seas”



Segue-se agora os acabamentos, onde se inclui a montagem de equipamentos, máquinas e interiores, o aprestamento final, provas de mar e certificações, e entrega do navio na Horta.
Foi decidido atribuir o nome de “Mestre Jaime Feijó” ao novo navio da Atlânticoline em homenagem á figura bem conhecida das lides marítimas, Mestre Jaime da Rosa Lopes (Mestre Feijó), nascido na freguesia das Angústias, no Faial, a 2 de janeiro de 1928.




Midnatsol regressa ao Porto Santo



Vêm aí navios alimentados a hidrogénio


Mestre Feijó destacou-se no desempenho de profissões marítimas e portuárias tendo sido estivador, baleeiro, contramestre e mestre de tráfego local.
O novo navio tem 41,2 metros de comprimento, ou seja, mais 120 centímetros que o “Mestre simão” e que o “Gilberto Mariano” e tem capacidade para transportar 333 passageiros e 15 viaturas, duas das quais com peso bruto até 5,5 toneladas.




Para breve as células de combustível para o mercado dos cruzeiros


Fotos enviadas por Mário Silva

Sem comentários:

Publicar um comentário