domingo, 31 de março de 2019

Para breve as células de combustível para o mercado dos cruzeiros


A General Electric (GE) Power Conversion e a Nedstack, fabricante de células de combustível, fizeram uma parceria para desenvolver sistemas de célula de combustível a hidrogênio para alimentar embarcações de cruzeiro de zero emissões.
O objetivo final da GE e da Nedstack é criar um sistema onde as emissões sejam realmente zero, que permitirá colocar os navios de cruzeiro não poluentes e sustentáveis.

Photo Pixabay

As novas tecnologias podem tornar os navios cada vez mais ecologicos


A indústria dos cruzeiros também tem a sua parte na responsabilidade de eliminar os possíveis impactos negativos nas comunidades portuárias, a saúde dos passageiros e da equipe e no meio ambiente.
Os transportes ambientalmente limpos não são apenas necessários, mas contribuirão grandemente para a qualidade da própria experiência do cruzeiro, acreditam as duas empresas.
Os armadores já estão sob pressão para cumprir a regulamentação da redução dos limites de enxofre que entra em vigor no próximo ano. Tanto a Organização Marítima Internacional (IMO) como os regulamentos dos portos e países, exigem que os navios reduzam as emissões ou as eliminem completamente.
As soluções para energia limpa existentes estão focadas na redução de emissões, mas é preciso elimina-las e isso exige uma mudança de paradigma ”, disse Arnoud van de Bree, CEO da Nedstack.
"Por isso, a GE e a Nedstack têm trabalhado intensamente em colocar nos navios a tecnologia de células de combustível para criar uma alternativa de emissões zero que realmente atenda às necessidades da indústria de cruzeiros num futuro proximo" , acrescentou ele.
"Estamos orgulhosos de trabalhar com a Nedstack no que acreditamos ser uma mudança total na indústria de cruzeiros" , destacou Ed Torres, CEO da Marine e da O & G, divisão de Conversão de Energia da GE.


Photo Pixabay

Na Noruega a Norled AS ganhou concurso para a construçao de um ferry movido a hidrogénio


Esta parceria reúne um enorme conjunto de conhecimentos que está liderando a inovação necessária. Dada a mudança do panorama regulatório do setor de transportes e transporte marítimo, essa inovação não poderia ser mais oportuna ”, disse ele.
A dupla prevê o uso dessa tecnologia em navios de passageiros, substituindo os tradicionais motores a diesel por células de combustível e o combustível pesado (HFO) por hidrogênio. Até agora, a Nedstack e a GE projetaram o conceito de uma célula de hidrogênio de dois megawatts num navio de expedição. O resultado foi positivo, segundo as empresas.

Os navios estão sendo cada vez mais obrigados a desligar seus motores no porto. Já vimos isso na Califórnia, por exemplo, e a China introduziu uma área de controlo de emissões no delta do Yangtsé. No entanto, a tendência é mudar da redução de emissões para a eliminação total ” , observou Azeez Mohammed, Presidente e CEO do negócio de Conversão de Energia da GE.



Vêm aí navios alimentados a hidrogénio



Sem comentários:

Publicar um comentário