segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Popa do "Maersk Honam" transportada para Coreia do Sul


A 6 de março de 2018, quando o Maersk Honam navegava na costa de Omã, deflagrou um incêndio num porão de carga a vante da ponte de comando. Cinco tripulantes morreram e houve um número não especificado de feridos. O incendio durou semanas e quando foi declarado extinto foi rebocado através do Estreito de Ormuz até Jebel Ali, onde chegou em meados de maio.



Photo Guarda Costeira da Índia

Incendio no porta contentores Yantian Express




O Maersk Honam, com capacidade para 15.000 TEU, transportava na altura cerca de 8.000 contentores, incluindo alguns com produtos perigosos.

Passados estes meses a Maersk contratou os estaleiros da Hyundai Heavy Industries para reconstruir o navio porta-contentores, tendo secionado o navio em duas partes, de modo que a secção de popa, com 228,50 m de comprimento fosse transportada para o estaleiro, onde foi construído em 2017. 




Photo Maersk
Photo Maersk

Abalroamento no porto de Nansha, China




Photo Maersk

Photo Maersk



O transporte da metade não danificada está a cargo do navio semi-submersível de 100.000 dwt, Xin Guang Hua,  que carregou a popa da Honam com a assistência de vários rebocadores portuários.

O Xin Guang Hua saiu de Jebel Ali, devendo chegar em março próximo á Coreia do Sul, para se juntar a uma nova seção frontal em construção.

MSC Zoe perdeu cerca de 250 contentores

Sem comentários:

Publicar um comentário